Notícias : Rádio Nazareno


NOTÍCIAS/ARTIGOS

Buracos, desníveis e mato alto são desafios na BR-163 em MS

NACIONAIS

Trecho da região norte do estado tem problemas.
Região sul tem rodovia quase sem buracos e bem sinalizada.

A principal rodovia de Mato Grosso do Sul, a BR-163, já está sendo administrada por concessionária privada. A estrada, que corta o estado de norte a sul, tem um tráfego pesado de carretas que escoam a produção do Centro-Oeste. No percurso dos caminhoneiros buracos, desníveis e mato alto desafiam a segurança. O Bom Dia MS desta terça-feira (22) mostrou a situação no trecho sul-mato-grossense.

O trecho mais complicado é entre Coxim e Sonora, quase na divisa com Mato Grosso. São diversos buracos que preocupam quem precisa passar pela rodovia. Os motoristas reclamam e, além do medo, sofrem com os prejuízos financeiros. O mato alto na beira da pista que dificulta a visão das placas de sinalização.
 
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a situação chegou a este ponto porque a rodovia é rota do tráfego pesado.

Os buracos e imperfeições no asfalto não são responsáveis somente pelos prejuízos financeiros, com os reparos dos veículos. Eles também são apontados como os grandes causadores de acidentes na região. Conforme a PRF, do início de 2014 até agora, foram 128 acidentes entre Campo Grande e Sonora. Oito pessoas morreram e 22 ficaram gravemente feridas.

Até março, a BR-163 era administrada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). Para tentar resolver o problema, vários remendos foram feitos na pista, mas com o passar do tempo, os buracos voltaram a aparecer.

A concessionaria que assumiu a rodovia em abril informou que já iniciou os trabalhos de conservação, poda do mato e reparos das placas e pavimento. O serviço tem prazo de oito meses para ser concluído, mas a empresa espera terminar em 60 dias. Um recapeamento da pista, que deve solucionar o problema dos buracos, também está previsto. O trabalho deve ser concluído até outubro de 2015.

 

Região sul
No trecho da rodovia próximo a Dourados (MS), cerca de 15 mil veículos passam todos os dias, de acordo com levantamento da PRF. Diferente da região norte, a rodovia no sul do estado quase não tem buracos e é bem sinalizada.

O trecho entre Dourados e Naviraí é um dos que mais preocupam a PRF. Quase metade dos veículos que passam por lá é composta por caminhões. Dos 130 quilômetros que ligam as duas cidades, apenas cinco deles têm rodovia duplicada.

Esse é um dos primeiros trabalhos a serem feitos pela empresa que ganhou a licitação de concessão da rodovia. Primeiro serão feitos serviços de limpeza e conservação das pistas.

22/ABRIL/2014

Fonte: Do G1 MS



NACIONAIS: Mais Notícias/Artigos

COMPARTILHE!



PUBLICIDADE

FACEBOOK



Rádio Nazareno 

- A Emissora do povo de Deus

Acessos: 5.702.545

Quarta, 16 de Agosto de 2017